Tumblr +18

Estou a sua disposição, sou Mark, aproveite e goze muito, qualquer coisa geme baixinho na ask para mim ;)

CONTOS ERÓTICOS : Gozando na pica do Sobrinho

Tenho 46 anos, casada , morena clara, cabelos castanhos claros, encaracolados, coxas grossas e bem torneadas, seios médios de mamilos rosados e pontudos, que quase furam a blusa quando estou sem sutiã, bundinha arrebitada, que fazem homens sempre darem uma olhadinha pra trás quando posso na rua, e quase sempre ouço gracinha de alguns mais atrevidos, umas até gosto me da um tesãozinho as mais chulas finjo que não ouço e sigo meu caminho.
Sou casada a 10 anos com o Rodrigo, um homem bonito,simpático com as outras pessoas mas comigo na intimidade não é nada simpático,nem me satisfaz plenamente na cama, além de ter um pau pequeno é egoísta goza e vira de lado, muitas vezes me deixando na mão, muitas vezes espero ele dormir para me masturbar ai sim gozo solitária, sufocando meus gemidos. E como ele viaja muito faço isso muitas noites sozinha em minha cama. Desenvolvi uma técnica de gozar esfregando o grelo e com um o dedo enfiado no meu cuzinho virgem, pois meu maridinho conservador como só ele ainda não comeu.Diz que ali não lugar pra se fazer sexo, senão deus colocova o cu no lugar da xoxota pode?. E eu por ironia do destino tenho um tesão doido no cu…
Mas tudo isso mudou quando meu sobrinho Ricardo veio ficar na nossa casa para fazer o vestibular. A última vez que tinha visto o Ricardo faziam exatamente 7 anos, quando fomos passar as festas de fim de ano no sitio do irmão do Rodrigo no interior do Paraná, que moram em um lindo sitio, muito bem cuidado com lago e piscina, passei dias bem relaxante por lá.
Quando fui buscar o Ricardo na Rodoviária, não imaginava o rapagão bonito que ele estava, me suprendi quando me deparei com aquele jovem lindo alto, de olhos verdes diante de mim, dizendo: Oi tia, prazer em vê-la! Cadê o tio? Respirei fundo quase gagejando disse: o Rodrigo ta viajando pediu pra te buscar, encarei os olhos verdes dele dizendo: O prazer é meu, nossa faz tempo que não te vejo, como você cresceu garoto!..E quando me aproximei pra da os treis beijinhos de cumprimento, ele me deu um beijo na face estalado na hora senti minha bucetinha da sinal de vida, se contraindo involutáriamente . Ele pegou a mochila e fomos embora, no caminho o safado não tirava os olhos de minhas coxas, pois estava com uma sainha jeans, e quando eu trocava as marchas facilitava a visão dele ,conversamos amenidades, até chegar em casa, instalei ele no quarto de hospedes, ele disse que iria tomar um banho que estava cansado da viagem de ônibus.
Quando vi aquele jovem,saindo banheiro enrolado em uma toalha, parecia um “DeusGrego”,senti que seria difícil resisti a tentação . Saiu com os cabelos ainda molhados, tórax largo , barriguinha tanquinho, coxas grossas e com uma leve camada de pelos sedosos, só de imaginar que não deveria ter nada por baixo daquela toalha, me deixou excitada. Ele com um lindo sorriso de dentas brancos, agora sim tia , to novo em folha, “como se ele fosse velho”.
O Rodrigo chego as 18hs de viagem, tomou banho e fomos todos jantar, foi um jantar animado, conversamos muito,matando a saudade dos parentes o Rodrigo gostava muito do sobrinho, tinha muita afinidade com ele desde moleque. Logo o Ricardo disse que iria se recolher , estudar um pouco pois no Domingo já seria seu primeiro dia de prova, eu e Rodrigo, tomamos uma taça de vinho, vimos um pouco de tv na sala e logo fomos pro quarto, eu estava louca de vontade de fazer amor, estava excitada sentia minha bucetinha úmida o tempo todo, tomei um banho relaxante em baixo do chuveiro me veio a imagem do garoto enrolado na toalha,senti minha bucetinha piscar de novo ,mas segurei as pontas não me masturbei, pois queria mesmo era um pau dentro dela, terminei o banho, me enxuguei, passei creminho no corpo e fui pra cama, procurei o Rodrigo, com as mãos por baixo do lençol, começamos a nos beijar, e logo ele tava teso, mamei , e punhetei seu pau, e o do Ricardo veio a minha mente, me levando ao devaneio de como seria o pau daquele jovem, duro, seria grosso? Setria cabeçudo ? Nessa viagem sentei no pau do meu maridinho e cavalguei loucamente até gozar gemendo, sem me preocupar se o garoto iria ouvi ou não, meus gemidos do seu quarto, o Rodrigo tentou tapar minha boca, pra abafar meus gemidos, dizendo nossa mulher, você ta tarada heim…To mesmo afinal de contas fazem 2 semanas que não meto e tava com saudade desse pau….
Mas como de costume logo após ter gozado ele virou pro lado e dormio ,e eu queria mais,ainda não tava saciada, vesti um camizolinha branca semi transparente e fui até a cozinha beber um copo dágua, assim que abri a geladeira ouvi passos atrás de mim, pensei que era o Rodrigo, para minha surpresa era o sobrinho o Rogerio, levei um susto quase derrubei o copo me molhado na barriga, ele disse, calma tia, sou eu, não queria te assustar não. Ele ali parado diante de mim, lembrei que tava com uma camizolinha curta e semi transparente, com certeza dava pra vê os bicos dos seios, com as aureolas mais escuras e a sombra dos pentelhos formando o triangulozinho na virilha, meu olhar foi atraído por instinto para o meio de suas pernas, onde pude vê claramente o volume estufando o tecido fino do pijama curto. Então o safadinho tava de pau duro por mim.
Quando me voltei para depositar o copo na pia, senti ele se enconstando na minha bunda, senti o volume do pau precionando minha bundinha , senti o calor do seu corpo contra o meu, senti seu halito quente no meu cangote, e ele susurrando: Tia não consgui dormir, ouvindo você gemendo, tentei sair e ele me segurou firme contra a pia, precionando cada vez mais o pau duro contra minha bunda, uma de suas mãos atrevida já erguia minha camizolinha, descobrindo minha bunda, minhas pernas tremiam, bambiaram, minha bucetinha me traindo piscava e melava, apesar da situação inuncitada de perigo eu estava excitada, com a bucetinha piscando de vontade de experimenta aquela pica jovem e pulsante.
Cega pelo desejo, me virei de frente procurei sua boca para o beijo do pecado, nos beijamos com como dois amantes apaixonado, fui descendo beijando e lambendo deixando um rasto de saliva no pescoço, mordi de leve o mamilo me ajoelhei diante dele com as duas mãos baixei seu pijama, saltou diante de mim aquele lindo pau! Roliço, grosso com a cabeça vermelha escorendo melzinho, nossa que pau lindo, com certeza era bem maior e mais groso que do meu maridinho, peguei, punhetei e mamei , arancando gemidos abafados do garoto, como uma devassa virei de costa me apóie com as duas mãos na pia, arrebitei a bunda me oferecendo como uma putinha pra aquele jovem tarado.
Ele abriu minha bunda, direcionou a cabeçona da pica na entradinha da xoxota melada de tesão e resquiscio de porra do maridinho, que dormia como um anjo nem imaginava que sua esposinha tava levando pica em pé na cozinha, do sobrinho dele.
Ele me segurou pela cintura e com um estocada profunda enterrou toda a pica,sufoquei meu grito, pois o pau grosso do garoto me preencheu inteira, ele tava tão tarado que com poucas estocas fortes senti os jatos quentes de porra me inundando as entranhas, eu também gozei sentinho minhas pernas tremerem, e todo meu corpo extremecer em brasa, foi um gozo errebatador como um raio tivesse atravessado meu corpo.
Quase me deitei no piso frio da cozinha, mas cai na real, limpei o chão da porra que escorria por minhas pernas abaixo quando ele tirou a pica, e corri pro meu quarto, sem dizer uma só palavra ao garoto, me limpei no meu banheiro e entrei em baixo do lençol, bem quietinha pra não acordar o meu maridinho que roncava como um porco…
Meu gozo, explendoroso, devastador, arrebatador, daqueles que deixam a fêmea mole, leve, como uma pluma,daqueles que si senti o corpo todo atravessado por uma desgarga eletrida de 220vts. Eu senti pela primeira vez na minha vida foi na segunda feira quando meu marido viajou pra resolver umas coisas do trabalho dele, e me deixou sozinha com aquele Deus Grego… Mas essa foda magistral só vou contar na próxima , de como me entreguei toda pro garoto, sem pudor, como uma verdadeira puta dei até o cuzinho, vi estrelas quando aquele pauzão cabeçudo me penetrou o cu virgem… Ai sim vi e vivi um gozo verdadeiro.

Marcadores: #contos

  1. cassetossauro reblogou esta postagem de dashd-sexo
  2. dashd-sexo publicou esta postagem
create a new version of this paste